Quarta, 17 de outubro de 2018
82 99131.9220

22º

Min 21º Max 26º

Parcialmente nublado

Uniao Dos Palmares - AL

às 22:57
Política

10/02/2018 às 15h29

7

Redacao

Teresina / PI

Estados Unidos pode ajudar o Brasil no combate a crimes transnacionais
A ideia seria a transferência de tecnologia usada no controle migratório das fronteiras dos Estados Unidos. O país usa equipamentos no esforço de combate aos crimes que atravessam fronteiras.
Estados Unidos pode ajudar o Brasil no combate a crimes transnacionais
Foto: Reprodução

Brasil e Estados Unidos estão negociando uma parceria no combate a crimes transnacionais como tráfico de drogas e de armas. O acordo é entre o Departamento de Estado norte-americano e a Polícia Federal e tem o objetivo de tornar mais eficiente o controle das fronteiras brasileiras – em relação à entrada e saída de pessoas.


A ideia seria a transferência de tecnologia usada no controle migratório das fronteiras dos Estados Unidos. O país usa equipamentos no esforço de combate aos crimes que atravessam fronteiras.


O trabalho é comandado pelo chamado “diplomatic security service”, do Departamento de Estado americano, que lidera várias agências do controle migratório norte-americano.


O acerto seria com a PF, que exerce a polícia de imigração no Brasil. Na visão dos americanos, a participação brasileira seria fundamental e poderia aumentar a proteção no continente.


Os EUA oferecem uma espécie de suporte às nações que querem fazer uso desse sistema, caso de países como o Canadá e o Panamá, para combater crimes transnacionais.


Ao aderir à parceria continental, o Brasil receberia a tecnologia de controle dos cidadãos que entram e saem dos EUA, agilizando imediatamente a troca das listas de procurados internacionais.


Para o Brasil, ainda seria importante, por exemplo, para o combate ao tráfico de armas – a maioria dos armamentos vem do próprio EUA através de importação indireta via Paraguai.


Como informou o blog nesta quarta-feira (7), outra parceria entre a Polícia Federal e o FBI busca combater crimes cibernéticos, incluindo às "fake news” (notícias falsas), e será dividido em etapas no Brasil e Estados Unidos.

FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium