Segunda, 20 de Setembro de 2021 14:25
82991319220
Política Política

Bolsonaro atira uma pedra no STF e recebe um bombardeio.

Presidente continua com a briga entre os poderes.

20/08/2021 12h37
Por: Redacao Fonte: uol
Ministro do STF Alexandre de MoraesImagem: Rosinei Coutinho/SCO/STF
Ministro do STF Alexandre de MoraesImagem: Rosinei Coutinho/SCO/STF

A cada pedra que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) arremessa contra o STF (Supremo Tribunal Federal), recebe de volta um bombardeio. Há dias o presidente ameaça apresentar ao Senado um pedido de impeachment contra os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Ainda não tomou essa atitude. E, mesmo que faça isso, a chance de dar em nada é grande.

Enquanto isso, Barroso e Moraes tomaram atitudes concretas em resposta aos ataques do presidente, com repercussão na área criminal. Barroso abriu inquérito no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para apurar discursos de Bolsonaro contra o sistema eleitoral e Moraes incluiu o presidente no inquérito das fake news, que tramita no Supremo.

Na semana passada, Moraes mandou prender o presidente do PTB, Roberto Jefferson, aliado de Bolsonaro que ameaçou ministros do STF. Nesta sexta-feira (20), ordenou operação de busca e apreensão contra o cantor Sérgio Reis, apoiador do presidente que convocou greve geral dos caminhoneiros para protestar contra os ministros do STF.

Na quinta-feira (19), Bolsonaro tentou mais uma ofensiva - novamente, sem chance alguma de ter consequência prática. Ele entrou com uma ação no STF para impedir o tribunal de abrir inquérito por iniciativa própria, sem o aval da PGR (Procuradoria-Geral da República). O inquérito das fake news, que mira Bolsonaro e aliados, foi aberto dessa forma.

A ação proposta pelo presidente será julgada pelo próprio Supremo. No tribunal, os ministros já declararam em plenário apoio unânime ao inquérito das fake news - ainda que ele tenha sido instaurado de forma atípica. Para integrantes do Supremo, é importante haver inquéritos abertos para proteger a democracia de ataques.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias