Publicidade

Polícia pede pela 3ª vez prisão de condutor do Porsche que causou acidente

Preso de novo o motorista da acidente com o porsche

25/04/2024 às 20h45 Atualizada em 26/04/2024 às 19h41
Por: Profº Nicanor Fonte: diaridonordeste
Compartilhe:
reprodução
reprodução

A Polícia Civil de São Paulo concluiu o inquérito que investiga o acidente envolvendo um Porsche na madrugada do dia 31 de março e pediu pela terceira vez a prisão do condutor do carro de luxo, o empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos. A colisão do veículo com a traseira de um Renault Sandero causou a morte do motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos. O acidente aconteceu na Avenida Salim Farah Maluf, no Tatuapé, na zona leste da capital paulista.

Anteriormente, outros dois pedidos de prisão, sendo um temporário e outro preventivo, foram negados pela Justiça. Procurada, a defesa de Andrade Filho não se manifestou até a última atualização desta reportagem.

A Secretaria da Segurança Pública informou, em nota, que o 30° Distrito Policial (Tatuapé) concluiu as investigações do caso e relatou o inquérito policial à Justiça nesta quarta-feira (24), com novo pedido de prisão preventiva do autor. Agora, o Judiciário decidirá se decreta ou não a prisão do motorista.

O empresário estava sendo investigado pelos crimes de homicídio, lesão corporal - por conta dos ferimentos causados ao amigo que estava com ele no carro - e fuga do local do crime. Fernando não prestou socorro e não fez teste do bafômetro.

Além da morte de Viana, o acidente resultou na internação do estudante Marcus Vinicius Rocha, de 22 anos, que chegou a passar por procedimento cirúrgico para retirar o baço.

 

EMPRESÁRIO SE APRESENTOU QUASE 40 HORAS DEPOIS

Outro ponto é que o acidente foi registrado na madrugada do domingo de Páscoa, mas Andrade Filho se apresentou no 30º DP quase 40 horas após a ocorrência, em 1° de abril, no mesmo dia em que Viana foi enterrado em Guarulhos, na Grande São Paulo. Na ocasião, a defesa de Andrade Filho negou que o cliente tenha fugido do local do acidente e afirmou que ele apenas se "resguardou de linchamento".

Com a conclusão do inquérito, cabe ao Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) decidir se irá denunciar Andrade Filho pelos três crimes, além de concordar ou não com o novo pedido de prisão. Recentemente, o órgão informou que solicitou perícia scanner em 3D para elucidar o acidente em detalhes.

 

Porsche 911 Carrera GTS conduzido pelo empresário Andrade Filho estava a 156 km/h pouco antes do acidente que matou o motorista de aplicativo Viana, segundo laudo da Polícia Técnico-Científica. A velocidade representa mais do que o triplo do que os 50 km/h permitidos para a Avenida Salim Farah Maluf, onde a colisão ocorreu.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
União dos Palmares, AL
22°
Parcialmente nublado

Mín. 21° Máx. 26°

23° Sensação
1.25km/h Vento
94% Umidade
100% (5.81mm) Chance de chuva
05h30 Nascer do sol
05h10 Pôr do sol
Ter 26° 20°
Qua 27° 20°
Qui 26° 21°
Sex 27° 19°
Sáb ° °
Atualizado às 23h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,00%
Euro
R$ 5,56 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 363,674,32 +0,49%
Ibovespa
128,150,71 pts -0.1%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias