Publicidade

Chocolate pode acabar. Produção é pouca

Chocolate vai acabar? Preço do cacau sobe e qualidade fica mais baixa

07/07/2024 às 12h06 Atualizada em 08/07/2024 às 17h45
Por: Profº Nicanor Fonte: ig
Compartilhe:
reprodução
reprodução

A Costa do Marfim, Gana, Camarões e Nigéria, responsáveis por 75% da produção mundial de cacau , estão com os estoques reduzidos desde 1970. O Brasil também sofre os impactos e teve a diminuição do cacau nos últimos anos. Mas o que está acontecendo com o chocolate? Vai acabar?

Na verdade, a crise do cacau acontece por causa das mudanças climáticas , ou seja, o aumento das temperaturas criou condições climáticas adversas, o que levou à dizimação de plantações inteiras por pragas em todo o mundo.

Além disso, as fortes chuvas seguidas pelas altas temperaturas e por períodos de seca são prejudiciais aos cacaueiros, as árvores do cacau. Ademais, o setor é caracterizado pelo baixo uso de tecnologia, tornando as plantações ainda mais propícias a pragas e doenças.

 

De acordo com o professor Flávio Gandara, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP), os fatores econômicos também contribuem para a diminuição no cultivo.

Segundo o profissional, o preço pago pelo cacau é muito baixo e pode levar os pequenos produtores do fruto a não alcançarem recursos financeiros para investir na melhoria do cultivo e controle de pragas.

"Pagar barato no chocolate é legal, mas isso pode acabar prejudicando toda essa cadeia, já que o produtor não tem dinheiro para investir na prevenção e controle da sua plantação, então o próprio preço baixo do cacau é um fator que atrapalha esse cultivo. Sendo assim, podemos dizer, então, que é um conjunto de razões interligadas em que uma é potencializada pela outra nessa crise mundial", analisa Gandara, em entrevista ao Jornal da USP.

O cacau é a commodity agrícola que mais valorizou em 2024, com um aumento de 191% registrado em 18 de abril. Segundo o CBOT Chicago, o preço da amêndoa começou o ano custando US$ 4,2 mil a tonelada e bateu US$ 12,26 mil em abril.

Segundo projeções do setor agrícola, a disparidade entre a demanda e a oferta deve persistir até pelo menos 2029. Isso pode beneficiar os produtores brasileiros, mas somente após o equilíbrio da produção e a viabilidade do consumo do produto.

Em nota, a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia) ressaltou que a tendência de alta no preço do cacau por conta da queda na produção mundial "torna muito distante a possibilidade de uma redução" e que esse aumento tem elevado "o custo de produção na cadeia brasileira.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
União dos Palmares, AL
21°
Tempo nublado

Mín. 20° Máx. 25°

21° Sensação
4.18km/h Vento
76% Umidade
100% (3.84mm) Chance de chuva
05h40 Nascer do sol
05h19 Pôr do sol
Sex 25° 19°
Sáb 21° 19°
Dom 25° 18°
Seg 22° 17°
Ter 24° 19°
Atualizado às 09h45
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,54 +0,92%
Euro
R$ 6,05 +0,78%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,64%
Bitcoin
R$ 380,711,21 +1,10%
Ibovespa
129,450,32 pts 0.26%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias