Domingo, 22 de Maio de 2022
23°

Pancada de chuva

União dos Palmares - AL

Cultura Cultura

O poeta Jorge de Lima nasceu em 23 de abril de 1893.

Jorge de Lima um dos grandes poetas brasileiros.

23/04/2022 às 13h21
Por: Profº Nicanor Fonte: wikipedia
Compartilhe:
reprodução
reprodução

Jorge de Lima (União dos Palmares23 de abril de 1893 — Rio de Janeiro15 de novembro de 1953).

Foi um poetaromancistapintorpolíticomédicobiógrafoensaísta e tradutor brasileiro. Nascido em Alagoas, mudou-se ao Rio de Janeiro em 1930, fazendo de seu consultório ponto de encontro entre artistas e intelectuais da época. Mesmo sendo considerado um grande nome do modernismo brasileiro, sua obra percorre vários movimentos e características. Foi escolhido para receber o Prêmio Nobel de Literatura de 1958, mas faleceu em 1953.

Com grande destaque na poesia, sua obra máxima, a Invenção de Orfeu, é marcada pela diversidade de formas, referências e extensão. Publicada em 1952, procura uma nova forma de poesia em uma ilha utópica, onde propõe a superação do individualismo e hostilidade, abrindo espaço a uma nova ordem: mais solidária e sensível.[1] Nesse seu último livro, o exercício poético se volta para o oceano íntimo, em busca da ilha essencial e inacessível aos poderes que governam o seu tempo e o seu mundo.[2]

Infância em Alagoas

Filho do comerciante José Matheus de Lima, natural de Tacaratu, no sertão pernambucano, e de Delmina, natural de Sergipe. Seus avós paternos foram Alexandre da Cunha Lima e Maria Joana de Lima. Seus bisavós paternos foram Alexandrino Barroso de Lima e Joana Maria de Lima. Foram seus avós maternos Licínio Simões e Joana Simões e bisavós maternos Licínio Barroso Simões e Elvira Castro Simões

Escreveu seu primeiro poema aos 14 anos, O acendedor de lampiões. Passou a infância entre brincadeiras e a observação aguda da região e dos arredores da sua cidade natal. Cursou o ensino básico em União dos Palmares e MaceióAlagoas.

Faculdade em Salvador

Transfere-se para Salvador em 1908, onde inicia seus estudos em Medicina. Na Bahia, cursa a faculdade de medicina durante cinco anos, transferindo-se para o Rio de Janeiro, em 1914, onde concluiu o curso. Sua tese de doutoramento “O destino do lixo no Rio de Janeiro” recebeu a orientação do médico e poeta Afrânio Peixoto, e foi publicada em 1914. No mesmo ano, publica seu primeiro livro de poemas XIV Alexandrinos, com seu poema de destaque O acendedor de lampiões.

No dia 5 de fevereiro de 1917, em Belém do Pará casou-se com Ádila. Logo após o casamento, retorna a Maceió e se dedica à medicinaliteratura e política. Teve dois filhos: Mário Jorge, nascido em 20 de janeiro de 1926, e Maria Tereza, nascida em 13 de abril de 1927. Foi professor e diretor da Escola Normal e do Liceu Alagoano. Em 1919, ganha a eleição para deputado estadual pelo Partido Republicano de Alagoas assumindo a Presidência da Câmara durante dois anos.

Mudança ao Rio de Janeiro

A partir de 1930, se muda definitivamente ao Rio de Janeiro e monta um consultório na Cinelândia, na Praça Floriano, 55, no 11º andar.  O prédio que abriga o famoso Bar Amarelinho. Atendia diariamente, das 15h às 17h e morou por um período na Rua Ramon Franco, 48.

Transformado também em ateliê de pintura e ponto de encontro de intelectuais, reunia no consultório gente como Murilo Mendes e José Lins do Rego. A partir de 1935, junto com Murilo Mendes, se aproxima do catolicismo, mas com o passar do tempo sua religiosidade vai cada vez mais se aproximando de uma abordagem da poesia como expressão do divino, num sentido individual e artístico, não propriamente católico.

Em 1935, voltou à vida política, elegendo-se como vereador e em 1948 presidiu a Câmera de Vereadores. Em 1939 passou a se dedicar também às artes plásticas, participando de várias exposições, tendo publicado o álbum de fotomontagem A pintura em pânico. Em 1952, publicou seu livro mais importante, o épico Invenção de Orfeu. Em 1953, meses antes de morrer, gravou poemas para o Arquivo da Palavra Falada da Biblioteca do Congresso de Washington, nos Estados Unidos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
União dos Palmares - AL Atualizado às 20h49 - Fonte: ClimaTempo
23°
Pancada de chuva

Mín. 23° Máx. 29°

Seg 30°C 21°C
Ter 29°C 21°C
Qua 28°C 22°C
Qui 29°C 22°C
Sex 30°C 21°C
Anúncio
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias