Segunda, 20 de Setembro de 2021 14:35
82991319220
Política Política

Paes anuncia Rio sem máscaras em novembro e reabertura de estádio e boate.

No Rio de Janeiro governo libera sem máscaras

29/07/2021 18h22
Por: Redacao Fonte: uol

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), anunciou hoje um planejamento para retomada das atividades na capital fluminense. O plano prevê suspensão gradual de medidas restritivas até 15 de novembro, data em que tudo será liberado, inclusive a obrigatoriedade do uso de máscaras. O calendário prevê a reabertura de estádios ao público vacinado, boates, casas de show, liberação da capacidade para atividades em locais fechados e um grande evento em setembro. Na contramão dos alertas de infectologistas ante o avanço da Delta e dos recuos no exterior quanto à liberação do uso de máscaras, a prefeitura aposta na vacinação para contenção da variante.

 

Paes, que definiu o plano como "conservador" e "otimista", admitiu contudo a possibilidade de recuos.

Nos estádios, só público vacinado 

O planejamento tem três datas-chave: 2 de setembro, 17 de outubro e 15 de novembro. Em cada uma delas, a cidade estima o aumento de pessoas vacinadas.

Em 2 de setembro, espera-se 54% da população adulta completamente vacinada. No dia 17 de outubro, a prefeitura estima que os números subam para 65%. Na data derradeira, 15 de novembro, a previsão é de 90% da população adulta vacinada com duas doses.

 

Na segunda data, 17 de outubro, boates e casas de show poderão funcionar no mesmo esquema dos estádios, com capacidade de 50% e todos vacinados. A partir desta data, também, os estádios poderão funcionar com capacidade completa, mas todos os presentes deverão estar vacinados. A checagem para saber se o público nos estádios e boates está vacinado será feita por meio de um aplicativo. "Vários países fazem isso. Na teoria é uma checagem simples. Nós vamos usar o ConecteSUS, em que cada um tem seu código de barras, para checar a situação vacinal e registrar nominalmente quem entra."

 

Paes planeja que não seja mais necessário também controlar a capacidade dos locais e o distanciamento entre pessoas.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias