Publicidade

Humanos e robôs têm viagem marcada para a Lua em 2024

Viagens para a Lua estão programadas para este ano

04/01/2024 às 12h35
Por: Profº Nicanor Fonte: noticiasaominuto
Compartilhe:
reprodução
reprodução

 Este ano será da Lua -e das luas. Além de várias missões não tripuladas a nosso satélite natural, 2024 poderá terminar com a primeira viagem humana às imediações lunares desde o fim da missão Apollo 17, em 1972. De quebra, dois países ambicionam despachar sondas para explorar luas de Marte e de Júpiter.

De todos os lançamentos previstos para os próximos 12 meses, o mais incerto mesmo é o da Artemis 2, histórica missão que levará quatro astronautas a uma jornada de dez dias em um contorno da Lua. A tripulação, formada pelos americanos Reid Wiseman, Victor Glover e Christina Koch e o canadense Jeremy Hansen, já está treinando para a excursão, que será conduzida a bordo de uma cápsula Orion, impulsionada pelo foguete SLS.

Ambos tiveram um teste não tripulado bem-sucedido em 2022, pavimentando o caminho para o voo com tripulação. Foi preciso resgatar equipamentos usados nessa missão inaugural para uso no segundo voo, o que tornou o desafio de preparar o lançamento para 2024 maior. Mas a Nasa diz que, até o momento, as coisas estão caminhando conforme o cronograma para um lançamento a partir de novembro deste novo ano

Trata-se, contudo, de uma ambição. Se houver atrasos daqui até lá, é bem possível que o histórico retorno de humanos ao espaço profundo, após as missões lunares conduzidas entre 1968 e 1972, fique para 2025.

Em paralelo, há uma corrida para deixar tudo pronto para a missão Artemis 3, que em tese deve levar uma tripulação à superfície lunar. O calendário da Nasa põe essa missão no fim de 2025, mas avaliações independentes sugerem que é mais provável que ela seja atrasada em dois anos, para 2027.

Os dois grandes entraves são o desenvolvimento dos novos trajes espaciais (sob a responsabilidade da empresa Axiom) e do veículo que levará os astronautas à superfície (ao encargo da SpaceX).

A empresa de Elon Musk está trabalhando o mais rápido que pode em seu veículo Starship, que realizou dois lançamentos apenas parcialmente bem-sucedidos em 2023, mas precisa atingir alta confiabilidade antes que possa cumprir seu papel no programa Artemis.

Trata-se do foguete mais poderoso já desenvolvido, e a companhia terá demonstrar não só que ele voa a contento, mas que pode ser reabastecido em órbita e é capaz de sobreviver à reentrada na atmosfera terrestre. O ano de 2024 sem dúvida verá avanços nessa direção, até porque começa a haver pressa entre os americanos -o programa espacial chinês promete colocar astronautas no solo lunar antes de 2030.

A LUA PARA OS ROBÔS

Enquanto não se pode levar gente até a superfície da Lua, temos de nos contentar com robôs. E 2024 será um ano eletrizante para a exploração lunar por meio de sondas.

Um dos postulantes a realizar uma alunissagem neste ano é o Slim, módulo de pequeno porte desenvolvido pela Jaxa (agência espacial japonesa) para demonstrar pouso de alta precisão. Lançado em 2023, ele fará uma tentativa de descer ao solo lunar em 19 de janeiro.

Nesse meio-tempo, os dois primeiros "carretos" contratados pela Nasa junto a startups espaciais devem também pegar o caminho da Lua.

O módulo Peregrine, da empresa Astrobotic, deve partir no dia 8 de janeiro, impulsionado pelo primeiro lançamento do Vulcan, novo foguete da empresa americana United Launch Alliance (ULA).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
União dos Palmares, AL
25°
Tempo nublado

Mín. 23° Máx. 33°

26° Sensação
1.19km/h Vento
94% Umidade
71% (0mm) Chance de chuva
05h27 Nascer do sol
05h48 Pôr do sol
Qui 34° 23°
Sex 34° 23°
Sáb 31° 23°
Dom 33° 23°
Seg 34° 23°
Atualizado às 01h14
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 4,93 +0,01%
Euro
R$ 5,33 +0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,24%
Bitcoin
R$ 271,641,41 -0,29%
Ibovespa
129,916,11 pts 0.68%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias