Publicidade

Lula diz que criará ministério para pequenas empresas e empreendedores

Ministério das pequenas empresas para incrementar o setor

29/08/2023 às 13h28 Atualizada em 30/08/2023 às 12h32
Por: Profº Nicanor Fonte: uol
Compartilhe:
reprodução
reprodução

O presidente Lula (PT) anunciou hoje a criação do Ministério das Pequenas e Médias Empresas, das Cooperativas e dos Empreendedores Individuais, em meio à reforma ministerial.

O que ele disse

Se criada, esta será a 38ª pasta do governo e uma saída para alocar os novos ministros do centrãoDesde julho, Lula tem tentado um desenho para encaixar PP e Republicanos no governo e um novo cargo já era uma das possibilidades avaliadas, mas nunca havia sido admitida pelo presidente.

Nós também sabemos que tem muita gente que não quer carteira assinada. Tem muita gente que quer ser empreendedor individual, empreendedor coletivo. Nós vamos criar, eu estou propondo a criação do Ministério da Pequenas e Médio Empresas, das Cooperativas e dos Empreendedores Individuais, para que tenha um ministério específico para cuidar dessa gente que precisa de crédito e de oportunidade. Esse é o papel do Estado: criar as condições para as pessoas poderem participar.Lula, no "Conversa com o Presidente"

Lula tratou sobre o assunto na live semanal "Conversa com o Presidente", sem dar mais detalhes. Segundo o UOL apurou, esta pasta acomodaria o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Até então, o problema é que, aparentemente, nem o PP nem o Republicanos demonstraram interesse na iniciativa nem os atuais ministros parecem dispostos a trocar de ministério para "tirar um do zero". Com a confirmação, a possibilidade mais cotada é que a pasta vá para o PSB.

Nós precisamos entender que essa gente tem importância e precisamos dar condições para essas pessoas terem acesso a crédito para dar o pontapé inicial. Aí, quando essa pessoa estiver ganhando dinheiro, ele vai pagar o crédito.

Negociações difíceis

Trata-se de um arranjo do governo Lula em busca de mais apoio na Congresso, em especial na Câmara. As mudanças têm sido articuladas diretamente com o centrão e com o presidente da Casa, deputado Arthur Lira (PP-AL), com quem o presidente tem se encontrado com certa frequência.

Este é o primeiro aceno real que Lula fez sobre a esperada reforma ministerial, que ele tem guardado a sete chaves. Incomodado com a demora, o centrão da Câmara tem pressionado na votação de projetos importantes, em especial o arcabouço fiscal, que foi aprovado depois de muito vaivém, mas não da forma que o governo queria: sem a emenda que permitia gastos extraordinários pela União.

Oficialmente, o governo diz não haver pressa e que Lula ainda está "desenhando" o novo arco ministerial. A demora, no entanto, prevê também um cálculo do presidente: conforme o UOL apurou, ele não queria deixar parecer que o governo está refém do Congresso. Como já havia prometido as pastas aos dois partidos — "acordo no fio do bigode", como gosta de repetir —, o presidente argumentava não ver motivo para correr com as indicações.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
União dos Palmares, AL
21°
Tempo nublado

Mín. 20° Máx. 25°

21° Sensação
4.18km/h Vento
76% Umidade
100% (3.84mm) Chance de chuva
05h40 Nascer do sol
05h19 Pôr do sol
Sex 25° 19°
Sáb 21° 19°
Dom 25° 18°
Seg 22° 17°
Ter 24° 19°
Atualizado às 09h45
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,54 +0,95%
Euro
R$ 6,04 +0,66%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,58%
Bitcoin
R$ 377,705,62 +0,27%
Ibovespa
128,831,11 pts -0.48%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias